terça-feira, 10 de março de 2009

As coisas que uma mulher encontra na Amazon...



What if you could have any guy you wanted!!!

Pois é, pensei que bastava ir armada e levar um cão ... just in case!

Afinal há várias técnicas ...

Bom ... antes de mais, deve identificar-se correctamente o "objecto" de caça, ser auto confiante, paciente e aguardar pelos resultados com frieza suficiente para não vacilar a meio do jogo.
Cada homem é um caso e as técnicas a adoptar são diferentes consoante o espécime.
A mulher tipo "inocente" está fora de moda, por isso, este caminho é uma péssima opção.
A "falsa inocente", também não convém muito, eles ficam baralhados e um homem assim é uma maçada, não há desbaralhador que consiga trazê-lo à realidade.
A "caçadora" requer uma enorme segurança e domínio absoluto das técnicas , pois, corre-se o risco de, mais tarde ou mais cedo, ele questionar se o fizemos com ele, provavelmente já o fizemos com outros.
A "falsa caçadora" é o mais indicado e raramente falha. É uma técnica estratégica de avanços e recuos. Umas vezes dá-se a entender que se está muito interessada e outras, demonstra-se claramente que nos estamos a lixar para o gajo.
Muito importante é não andar "em cima" dele ... não há homem nenhum que goste da mulher colada às canelas 24 horas pordia. Até convém desaparecer durante uns tempos, desculpando-se com assuntos profissionais (uma mulher empreendedora e profissionalmente activa é bingo certo, porque os homens actuais gostam muito de se encostar à sombra da bananeira)
Qualquer homem gosta muito de jogos de sedução e uma certa auréola misteriosa, subjacente a um envolvimento afectivo. O problema do sucesso e duração de uma relação, está em saber manter este jogo sedutor "ad eternum", o que não é nada fácil., só mesmo para caçadoras credenciadas que é um tipo raríssimo de mulher.

Pois é, esta Lisa Landholt deve ter uma bela colecção de cabeças de veado a ornamentar as paredes da sala.


1 comentário:

O Raio disse...

A boa caçadora é a que finge ser caçada.
Como vi uma vez uma velhinha americana a dizer num programa qualquer da TV, "nós somos a caça mas nós é que escolhemos o caçador"