quarta-feira, 24 de março de 2010

EcoSex e GreenPorno – Faça sexo a pensar no ambiente


Estamos todos de parabéns, 2010 promete ser o ano do sexo ecológico, com a publicação de 2 obras fodamentais para nos ajudar a libertar das feromonas envenadas com C02.
EcoSex e GreenPorno prometem ser campeões de vendas nos próximos tempos, porque “think green, fuck green” é fashion e porque devemos ser sensíveis a determinados pormenores para refrear o “global warming”.
Convém não esquecer que, para a queca ser perfeita, não basta o desejo exacerbado de partir a loiça toda. Há determinados comportamentos de risco para o meio ambiente que convém evitar, e seguir à risca as propostas de Stefanie Íris Weiss e Isabella Rossellini, caso contrário seremos rotulados de “neófito ambiental total”

Em caso de queca iminente, aqui estão algumas regras básicas, que lhe permitem receber o “green fucker certificate”

- lingerie de baixo impacto ambiental (se preferir, nem use nenhuma porque o melhor da vida, faz-se sem roupa)
- não ao preservativo de látex (ponha os neurónios a trabalhar e dê largas à ivaginação )
- afrodisíacos orgânicos (sovaco eau de parfum)
- não acender lâmpadas (em alternativa acenda a fogueira que há em si)
- sex toys ecológicos (de preferência fabricados em pau-santo)
- lençóis de algodão egípcio e mobiliário em bambu (ou então ao ar livre, de preferência no parque eólico da A8)
- não fumar após o acto (coma um prato de lentilhas)
- não tomar banho (a água é um bem mais precioso que o petróleo)
- utilizar mezinhas caseiras para aumentar a libidinosidade
- banir por completo Facebook, hi5 e afins, optar pelo dating social network com a certificação “green”

3 comentários:

O Raio disse...

Gosto muito do EcuSex, sorry, foi um lapsus calami, EcoSex.

Mas, note-se, a única peça de roupa artificial permitida, até mesmo obrigatória, é o preservativo.

Mas, atenção, deve-se fazer uma vaquinha com mais amigos de forma a comprar-se somente uma caixa de preservativos, pois, basta um. Utiliza-se, lava-se e reutiliza-se.

É mesmo uma tarefa muito erótica, saltarem os dois da cama e irem para o lavatório lavar o preservativo a quatro mãos. É como se fosse um concerto de piano a quatro mãos, uauuu! Só de pensar nisto...

Recomenda-se mesmo que para não dar dinheiro a ganhar aos capitalistas que produzem preservativos, se evite mesmo comprar a caixinha, é preferível é rouba-la!

Paulinha disse...

LOL... muito bom! Dá umas ideiazitas... e outras tantas!

Mentiroso disse...

Recomendações muito bem pensadas e de seguir à risca.
Parabéns!