domingo, 2 de janeiro de 2011

Vaticano Offshore


O Vaticano vai criar uma autoridade de supervisão financeira de combate à lavagem de dinheiro o que significa que a maior offshore à escala global vai abrir falência.

Os sinais já são visíveis com o pedido de ajuda de esmola suplementar aos pobres fiéis.

Que chatice ... o Papa passa a usar sapatos Prada de contrafacção e provavelmente vai ter de hipotecar aos chineses os frescos da Capela Sistina.

Os comerciantes do Santuário de Fátima estão apreensivos e com razão ... o encerramento da “Lavandaria Cova da Iria”, vai implicar um agravamento na taxa de desemprego, numa região sem outras alternativas profissionais


5 comentários:

O Raio disse...

Esta decisão de deixar de lavar o dinheiro já era perceptível aqui há uns dias quando Sua Santidade, Herr Benedictus, começou a recuperar o preservativo...
É que, com tanta miúda e graúda em conventos, é de prever que Herr Benedictus abra os conventos tranformando-os em casas de meninas...

Kikas disse...

Esqueceste os meninos ...

O Raio disse...

"Esqueceste os meninos ..."

Não esqueci não senhor!
Os meninos são para consumo interno...

shark disse...

Então e o pilim ainda não secou? É este tempo miserável, eu sei...

Eu era só para lembrar um post que alegadamente inspirei com uma minha urbano-depressão ficcionária.
Cá ando, sedento de leitura...

Kikas disse...

Não está esquecido ... o tempo é que é escasso!